quarta-feira, 8 de julho de 2015

Corrida de carros, por isso o carro deu certo?

Não fosse as corridas, quem sabe os carros não teriam passado de geringonças estranhas?





AS corridas de carros foram a solução para que hoje todos amassemos os carros. Foram essas corridas  com seus corajosos aventureiros que deram confiança ao grande publico de que essas "geringonças" eram úteis.
 Essas maquinas estranha não contavam com estradas "lisinhas",
 nem com postos de gasolina, ou mecânico, e imaginemos só as peças. 
O carro é mesmo a paixão do homem.
  
Das corridas de carro, é que se  foi possível a popularização do automóvel, nos primórdios os eventos começaram assim que os carros foram inventados, ou seja tem carro tem corrida de carros. o esporte a motor começaram a ser organizadas na Europa, no estilo ''cidade-a-cidade'', sem que houvesse  um circuito o que obrigava os competidores saíam de uma a outra cidade. por estradas precárias, com mapas para não se perderem pelo caminho. 

Gustavo Coelho no publicou em 2008  no blog  SRZD  a história da primeira corrida que nos mostra como os os corajosos pilotos e inventores da época preconizaram e demonstraram como os automóveis podiam ser bons. Ele conta a história de Emile Levassor que literalmente deu sua vida por essa causa.

"Em 1895, a primeira corrida de verdade foi um desafio Paris-Bordeaux-Paris. A distância total era de aproximadamente 1.190 quilômetros e os inscritos eram autênticos aventureiros, a maioria correndo com carros construídos por eles próprios. Um desses pioneiros era um engenheiro francês chamado Emile Levassor, que entraria para a história como o vencedor da primeira corrida de carros de que se tem registro.”

Das dificuldades enfrentadas por nosso heróis ele desataca:

"A corrida seria disputada em estradas públicas, que não ficaram fechadas para o tráfego de charretes, cavalos e afins. Nas primeiras horas do dia 11 de junho de 1895, um total de 27 heróicos pioneiros partiram rumo ao desconhecido. De início, o Marquês de Dion liderou a corrida, mas precisou parar para colocar água no motor a vapor de seu carro. Assim, a primeira posição ficou para Emile Levassor, que vinha fazendo uma prova cuidadosa desde a largada.

De tempos em tempos, Levassor fazia pit stops estratégicos na beira da estrada para checar os componentes do carro. As regras diziam que ninguém estava liberado para consertar eventuais problemas mecânicos, a não ser o próprio piloto.

O sucesso de Levassor, que provou ser possível dirigir longas distâncias sem passar por problemas no carro, cativou o público e popularizou o esporte a motor desde o início. Infelizmente, o engenheiro francês não viveria muito tempo para ver o automobilismo ganhar força. Apenas um ano depois, em 1896, Levassor sofreu um grave acidente durante o desafio Paris-Rouen quando precisou desviar de um cachorro que atravessava a pista. Morreu alguns meses mais tarde, sem jamais ter se recuperado dos ferimentos.

Assim como foi o primeiro vencedor de uma corrida na história, Levassor se tornou também a primeira vítima do lado negro do esporte a motor."




 (É uma história incrível, leia na integra) 
http://www.sidneyrezende.com/noticia/22423+voce+sabia++a+primeira+corrida+da+historia

  Voltando a nosso assunto, podemos concluir que essas dificuldades foram sendo superadas com as melhorias tecnológicas e que fizeram uma verdadeira revolução, olhando pra esse passado, podemos concluir que as estradas, os postos de gasolina, as fabricas de auto-peças, assim como as lojas de revendas de peças de carros, etc. Foram todas viabilizadas, por causa das corridas de carros, desse heróis que deram vida ao que hoje tanto amamos, ou seja, os carros e também as corridas de carro, claro!









Postar um comentário